31 de março de 2010

BOM DIA entrevista Felipe Andreoli, do CQC


É fácil imaginar Felipe Andreoli, repórter do CQC, é uma pessoa irreverente, sarcástica, um “pegador” de mulheres e que está sempre fazendo brincadeiras. Certo? Talvez. Esse pode até ser o Felipe da televisão ou o Felipe do stand-up “Que História é Essa?”. Agora, o Felipe Andreoli do dia-a-dia está muito longe disso.
“Sou um cara muito tranquilo. Gosto de ficar na minha casa. Dificilmente saio e sou tímido, por incrível que pareça”, diz em entrevista ao BOM DIA durante sua passagem por Bauru.
Claro que essa timidez desaparece assim que ele sobe ao palco ou encara as lentes do “CQC”. As brincadeiras durante as matérias são inevitáveis - como os selinhos e os beijos de língua em algumas delas -, mas, segundo Felipe, é tudo proposital. “Isso fica mitificado por causa do programa e a gente faz propositalmente, mas não quer dizer que beijei a menina na matéria e que a gente saiu e viramos namorados”, explica.
Você acha que ele sabe de quantas beijou durante as matérias? “Trinta e sete que eu contei. As que eu tava bêbado foram 52, então são 89”, responde, com toda "seriedade" que conduziu a entrevista.
Felipe é formado em jornalismo. Profissão que decidiu seguir por causa do pai, Luiz Andreoli, ex-apresentador de programas de esportes na Globo e na Bandeirantes. Em seu show, ele deixa claro que a culpa de ter virado jornalista foi do pai.
Para ele, estar no “CQC” foi a maior conquista de sua carreira até o momento. “Foi uma investida ousada, diferente para mim, porque eu fazia jornalismo tradicional. Foi um risco que eu assumi e ainda bem que deu certo. Valeu a pena e sou muito feliz fazendo o que faço hoje.”
Outra investida que deu resultado foi apostar em seu lado comediante. Ele diz que a combinação deu mais do que certo. “Enquanto fui só jornalista não ganhei um tostão, agora que estou sendo comediante estou ganhando um pouquinho mais, né?!?”, brinca.
Seu trabalho como comediante, aliás, é considerado fascinante. “Através do ‘CQC’ não sei se a pessoa gostou da matéria ou não, se eles riram na casa deles. É bem diferente. A sensação de palco é uma coisa inexplicável, é realmente um prazer incrível.”
E dá para ver todo esse prazer ao acompanhar a apresentação de seu stand-up, que, aliás, é sobre algumas histórias de sua vida. “Tudo que eu conto ali são histórias minhas, são todas basicamente verdade. É uma arte muito nobre e difícil de fazer que aprendi a respeitar depois que subi ao palco pela primeira vez”, conclui.
Fonte: Rede Bom Dia

Projeto secreto: Marco Luque grava piloto


Os apresentadores que compõem a bancada do CQC, da Band estão se dispersando aos poucos. Mas calma, letor, nenhum deles tem planos de abandonar seu posto tão cedo.
Depois de Rfainha Bastos começar a gravar o A Liga, como o ESTRELANDO já te mostrou, chegou a vez de Marco Luque explorar novos horizontes.
O humorista gravou o piloto de um novo programa que, de acordo com a assessoria de imprensa da Band, faz parte de um projeto secreto. A estreia, no entanto, aconteceria apenas no segundo semestre deste ano.
De acordo com a colunista Patrícia Kogut, a atração seria no formato de um talk show, e focaria as entrevistas nos políticos brasileiro.
Fonte: Estrelando

29 de março de 2010

CQC 89



Band, 22h15


Para ir ao estúdio: registre-se no site oficial CQC



Entre outras:



CORINGÃO x SAO PAULO

PROGRAMA DE SEXO COM PRETA GIL

EM MANAUS COM AL GORE

LULA E DILMA

TOP FIVE

GISELE BUNDCHEN

PROTESTE JÁ: METRÔ DE SALVADOR

TRABALHO FORÇADO: SONINHA

CQ TESTE: NX ZERO

ROQUEIROS EM VINIL

AS PIORES NOTICIAS DA SEMANA

LUQUE RESPONDE




Fonte: Blog do Tas

26 de março de 2010

Marcos Mion leva para Record fórmulas do "CQC"


Até hoje, pouco se sabia sobre o programa "Legendários", que será comandado por Marcos Mion na Record. O ex-VJ da MTV levou com ele nomes emblemáticos da emissora musical, como João Gordo, Felipe Solari e os integrantes do "Hermes e Renato".

Tanto suspense foi justificado --e em parte ainda mantido-- pela equipe do programa como uma forma de "proteger" alguns quadros e personagens até a estreia da atração, no próximo dia 10, sábado.

O programa pretende abordar temas como ecologia, política e variedades investindo no humor. Se a fórmula parece batida, o resultado também lembra bastante o conteúdo de programas como o "CQC" e "Pânico na TV".

"Hoje em dia é muito difícil criar algo novo. É óbvio que uma coisa ou outra sai parecida. A nossa preocupação é fazer diferente", disse Mion hoje durante entrevista coletiva para apresentar o programa.



Marcos Mion apresenta para a imprensa "Legendários", seu programa na Record que estreia em abril

Em "Legendários", Mion estará acompanhado de outros 13 artistas, que vão de humoristas já conhecidos da TV e internet até a ex-BBB Jacqueline Khury. Semelhanças com Sabrina Sato no "Pânico"? Ela diz que não. "A Sabrina faz o trabalho dela, eu faço o meu. Espero que não hajam essas comparações porque os trabalhos são diferentes", afirmou.

Mesmo assim, Jacqueline aparece também em trajes mínimos em trechos do programa que foram divulgados. Em um deles, veste uma tapa sexo feito de folhas e tem uma cobra enrolada nos seios nus.

A ex-BBB e os demais integrantes ganharam quadros específicos e uniformes nas cores preto e laranja, inspirados em uma liga de super-heróis.

Semelhanças

O único quadro do programa exibido hoje para a imprensa mostra João Gordo em uma reportagem sobre o valor arrecadado em multas em São Paulo no ano passado. Vestido com os fiscais da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), Gordo saiu às ruas perguntando aos motoristas o valor que gastaram em multas no ano passado e "multando" aqueles que cometem alguma infração.

A reportagem ainda faz piada com o fato de as multas precisarem estar pagas para que então o motorista possa recorrer. Na sátira, Gordo aparece devolvendo filmes em uma locadora no dia certo e, mesmo assim, é multado em R$ 80 reais. O atendente então explica que ele precisa primeiro pagar, para depois reclamar.

O trecho é permeado por intervenções gráficas engraçadinhas, a exemplo das inserções animadas usadas no "CQC" e no "Pânico".

Ao fim da matéria, Gordo conversa com fiscais de verdade e entrevista o prefeito Gilberto Kassab.
"Família"

"Legendários" irá ao ar aos sábados, às 21h45, e terá uma hora e meia de duração. "O público que está em casa nesse horário é geral. Acho que as pessoas saem de casa para a balada mais tarde, por volta de 0h e 1h", disse Mion.

"Minha expectativa é atingir o máximo de gente que pudermos. Os dois, três pontos [de audiência] que eu dava na MTV... esse público vem comigo. Meu desafio agora é não perder os oito, nove que estão me esperando", diz o apresentador.

Sobre a responsabilidade de concorrer com "Zorra Total", da Globo, Mion diz que não quer roubar o público da emissora carioca. "O controle remoto está na mão das pessoas, é elas que decidem."

Na apresentação, Mion defendeu o investimento em temas para toda a família e disse que a proposta do "Legendários" é "não humilhar ninguém". "Vamos fazer um programa do bem. Não queremos rir das pessoas, queremos rir junto com as pessoas."

Sobre as piadas da turma do "Hermes e Renato" --que mudará de nome após um concurso que o programa lançará--, Mion afirma que não haverá censura, apenas "consciência de saber o que fazer para agradar o público da TV aberta".

Bruno Sutter, um dos humoristas do grupo, diz que as piadas com religião ficarão de fora do programa. "A gente já satirizou todos os tipos de religião, e deu problema até na MTV. Como a gente tá na TV aberta e atinge muita gente, tem que respeitar", afirma

Fonte : Folha online

Marcelo Tas planeja "parir" livro infantil após sucesso com frases de Lula

O sucesso com "Nunca Antes na História Deste País" (Panda Books) foi tão grande que Marcelo Tas planeja colocar em prática um projeto mais do que especial. "Minha meta agora é realizar um sonho que acalento há mais de dez anos: parir um livro para crianças", conta em entrevista à Livraria da Folha. Mas o conteúdo ainda é "segredíssimo".

>

publicado em novembro do ano passado, "Nunca Antes..." já ultrapassou a marca de 23 mil exemplares vendidos. Este primeiro livro de Tas reúne as frases mais polêmicas e engraçadas de Lula, com comentários ainda mais divertidos e irônicos sobre cada uma das declarações.

Na parte final do livro, o apresentador do "CQC" deixou três páginas em branco para que o leitor incluísse as novas pérolas do presidente. "Muitos me escrevem dizendo que reservei pouco espaço. O presidente iniciou 2010 com a língua solta."

Com tanto "material" disponível, será que Tas já teria frases suficientes para um segundo volume de "Nunca Antes..."? "Sim, têm novas frases extraordinárias. Lula promovendo a paz entre judeus e palestinos, chamando o pessoal da Jordânia de 'turcos', e agora se colocou como editor-chefe da mídia nacional: 'Vocês escrevem errado enquanto dou oportunidade para vocês escreverem o que é certo!'".

Mônica Iozzi fala sobre críticas e terceira temporada


Na segunda temporada de CQC, atração da Band comandada por Marcelo Tas, uma nova integrante entrou para o elenco do programa. Mas, mesmo tendo passado por uma seleção feita na frente das câmeras, para todo telespectador ver, Monica Iozzi não deixou de ser alvo das críticas sobre sua performance.



Nesta segunda-feira, dia 15, o canal estreia a terceira temporada dos homens de preto, e a única mulher de terno e gravata entre os oito repórteres ganha defesa do comandante da equipe, Marcelo Tas:



- De todos que estão no programa, a Monica foi a que entrou mais preparada.



De qualquer maneira, ela entra 2010 direto em uma das áreas mais difíceis da cobertura: Brasília, em ano de eleições presidenciais. E sabe das dificuldades que vai enfrentar por conta dessas mudanças, diz.



- Eu trabalhava como atriz e agora trabalho como repórter. Fui pra Brasília porque eu queria ir pra Brasília, porque eu gosto e me interesso muito por política. Com esse aprendizado, tudo novo, você fica sem saber o que fazer, pra onde olhar. Mas agora está tudo se acertando



Monica conta que ser atriz ajudou na tarefa de assumir o posto, por saber lidar melhor com improviso, mas até certo ponto.



- Por mais que você tenha uma pauta, quando você está em Brasilia na frente de um segurança, precisa improvisar. Um repórter assim não tem problemas de fazer as perguntas que a gente faz. Mas eu não faço uma personagem, a gente procura diminuir ou exagerar as característucas que a gente já tem. Não só eu como todos os meninos. Mas eu acho que acaba por aí. O trabalho de CQC e de atriz são coisas muito difíceis e muito diferentes.



Mas e o fato de ser mulher? Ajudou a abordar os entrevistados?



- Eu achei que isso aconteceria sim, mas não é verdade. Em alguns momentos funciona, com homens que a gente sabe que tem a fama de serem mulherengos ou de gostarem de mulheres, como o Chico Buarque. Eu e o Rafa fomos fazer juntos a matéria, o Chico não olhou na cara dele e parou e veio falar comigo. É nítido que é porque eu sou mulher, né? Não é porque eu tinha anos de estudo sobre MPB nem nada.



Em Brasília não é diferente:



- Alguns deputados, por mais que sejam grosseiros, chegam te alisando. O que dá um pouco de nojo...



Mas esse não é o maior desafio do cotidiano de Monica como CQC:



- Eu não sei lidar bem com rispidez, com grosseria. Eu tento ser uma pessoa leve. E às vezes quando alguém é grosseiro ou estúpido comigo gratuitamente eu não sei como reagir. Mas as pessoas tem todo o direito. Você não está num dia bom, não precisa brincar com o CQC, mas então não fala com a gente. Sai andando, vai lá tomar seu café, não precisa parar para ser grosso.

Marco Luque vê lado positivo em ser a "Magda do CQC"

O apresentador, comediante, e radialista Marco Luque, que atualmente está em cartaz com a peça "Tamo Junto!" no teatro Frei Caneca em São Paulo, aceita mais um desafio e passa a trabalhar às quintas-feiras no espetáculo "Entre Meias e Gravatas".




Com direção própria, o comediante estará em cena com Guilherme Uzeda e Marlei Cevada. O trio conta a história de uma noite especial envolvendo oito personagens. "Estava com muita saudade e muita vontade de fazer personagens nos palcos", diz Luque que interpretará novamente o taxista "Silas Simplesmente".

"CQC"

Neste ano, o humorista -- que também divide a bancada do "CQC" com Marcelo Tas e Rafinha Bastos -- ganhou mais espaço no programa semanal da Band. O quadro "Marco Luque Responde", traz o apresentador respondendo perguntas enviadas pela internet.

"Eu fico lisonjeado por eles poderem me aproveitar mais. Estava buscando meu espaço e acho que a gente achou um caminho bem interessante. Como não tenho formação jornalística, acho que minha característica no programa é agir como um coringa", afirma Luque.

"Não me incomoda esse perfil 'Magda' [referindo-se à personagem de Marisa Orth na atração "Sai de Baixo", da Globo]. "Isso só acrescenta à minha carreira", explica o humorista.

25 de março de 2010

Furlan acusa CQC de espionagem em ação coordenada pelo PT

Microfone foi encontrado em televisor doado pelo programa. De acordo com prefeito, produtora do programa é ligada a empresa do filho do presidente Lula e episódio foi represália a seu apoio a Serra na disputa pela presidência


Da redação
(cotidiano@webdiario.com.br)

Uma ação orquestrada pelo governo do PT, devido a seu apoio à candidatura de José Serra à presidência, e que também envolve crime de espionagem. Foi assim que o prefeito de Barueri, Rubens Furlan, classificou, em entrevista coletiva concedida na manhã de ontem, a polêmica envolvendo a cidade no programa CQC (Custe o Que Custar), da TV Bandeirantes.

A história começou há uma semana, quando a prefeitura obteve uma liminar, na Justiça, impedindo que o quadro Proteste Já gravado no município fosse ao ar. O programa mostraria o destino de um televisor, doado pelo programa a uma escola da rede municipal de ensino da cidade, e que estava irregularmente na casa de um funcionário público, “desvio” que foi descoberto por meio de um GPS “plantado” pelo programa no aparelho.

Após ser chamado de censurador, pelos apresentadores do programa, o prefeito voltou atrás e desistiu da ação. Com isso, o quadro foi ao ar nesta segunda-feira, dia 22 de março, incluindo uma ríspida entrevista de Furlan, conduzida pelo humorista Danilo Gentili, na qual o prefeito chama os integrantes do programa, por diversas vezes, de “babacas”.


Escuta

Ontem, além de dar detalhes do episódio, Furlan afirmou que, em perícia realizada pela polícia, a seu pedido, também foram encontrados dentro do televisor equipamentos que configuram espionagem
“A televisão foi doada a outra escola. Mas decidi encaminhá-la à perícia. E foi encontrado, dentro do aparelho, um GPS, um microfone de alta sensibilidade, duas baterias grandes, com suporte, e ainda um chip da Tim, que agora a polícia se encarrega de ver em nome de quem (está registrado). Com isso, eles poderiam, a hora que desejassem, ouvir a conversa do ambiente em que estivesse a televisão”, explicou, acrescentando que esse tipo de conduta configura crime federal. “Nos Estados Unidos, isso derrubou até presidente”, completou, referindo-se ao caso Watergate, que derrubou o presidente Richard Nixon.

Ele também negou que a liminar contra o programa tivesse caráter de censura. “Quando fui à Justiça, foi para preservar 10 mil funcionários, para preservar a cidade. Toda a rede estava em férias quando entrou essa televisão. Ela foi para o almoxarifado e um dos funcionários levou embora. Onde está a culpa do prefeito?”, questionou.

Segundo Furlan, a funcionária envolvida no caso se demitiu quando foi chamada para uma sindicância. “Mesmo assim, ela foi ouvida. E vamos continuar investigando. Vamos ouvir inclusive o pessoal do programa”.

O prefeito falou ainda sobre o conteúdo “ríspido” da entrevista que foi ao ar no programa. “Aquilo não é uma entrevista. Eles não são jornalistas. Vieram para meter o dedo na cara do prefeito e humilhar o prefeito. Mas o prefeito não aceita humilhação. Ninguém bota o dedo na minha cara. Nenhum espião”.


Política

Quanto à conotação política do caso, o prefeito alegou que a produtora argentina Quatro Cabezas, responsável pelo programa, é ligada, no Brasil, à empresa de comunicação Gamecorp, que tem entre seus sócios um dos filhos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Já a justificativa, para essa “perseguição”, seria seu já declarado apoio ao governador José Serra nas eleições à presidência. “Temos, aqui na região, 4 cidades administradas pelo PT: Osasco, Carapicuiba, Itapevi e Pirapora. E nenhuma delas recebeu televisão. O PT em autorização para roubar. Mas para espionar eu não sabia”, disparou.

Ele disse ainda que o PT da região está incomodado com o fato de sua vida pública já durar 34 anos na cidade. “Estou há 34 anos na política, mas sempre disputando eleição. E hoje minha aprovação é de 89%”, disse.

Furlan descartou pedir direito de resposta ao programa, mas disse que vai tomar as providências judiciais. “Vou processar, não tenham dúvida. A televisão foi apreendida pela polícia e está passando por perícia para que eu possa mover uma ação criminal e federal”, afirmou.
O prefeito também distribui cópias de um boletim de ocorrência, registrado no 1º DP da cidade, com um histórico do caso e a relação dos aparelhos encontrados dentro do televisor.

Fonte: Jornal Diário da Região

24 de março de 2010

Hebe Camargo brinca com Marcelo Tas: ‘Estou igualzinha a você, careca’


Hebe Camargo mostrou nesta quarta-feira, 24, que o tratamento contra o câncer no peritônio não mudou em nada o seu bom humor. A apresentadora encontrou com os humoristas do “CQC” durante a gravação do prêmio "Troféu Imprensa", e não perdeu tempo para fazer uma piada ao avistar Marcelo Tas, líder do grupo.

“Estou igualzinha a você, careca”, brincou Hebe antes de posar para uma foto com Tas, que postou em seu Twitter e ainda agradeceu: “Obrigado, rainha!”.


Fonte: Site Ego

CQC é bicampeão no Troféu Imprensa


O CQC, da Band, tem mais um prêmio para colocar em sua estante. A atração, dessa vez, levou o Troféu Imprensa por Melhor Programa Humorístico. Agora você, leitor, deve estar pensando que a premiação ainda não foi ao ar. Então como sabemos disso?



Acontece que Marcelo Tas ficou tão feliz que não quis esperar, e logo foi postar a novidade em seu Twitter junto com a foto que você confere ao lado. Claro que ele fez questão de agradecer, também:



- Obrigado Silvio, SBT e todos vcs: CQC Trofeu Imprensa- melhor humoristico- público e critica!

'Filho de Gisele Bündchen ganha óculos do CQC'

A übermodel Gisele Bündchen esteve em São Paulo nesta terça-feira para uma campanha de produtos para os cabelos e recebeu Rafael Cortez, do CQC. Desta vez, a equipe de humoristas mandou um presente para o pequeno Benjamin, filho da top, que nasceu em dezembro de 2009. O menino ganhou o óculos do CQC.

Gisele ficou por cerca de 10 minutos no evento de lançamento do produto de cabelos. Neste tempo, ela chegou a afirmar que está aposentada das passarelas e diante da decepção dos fotógrafos, deu uma rodopiada na passarela.

Fonte: eBand

Marco Luque do CQC estreia 'Entre meias e gravatas...' em SP



O Projeto “Entre meias e gravatas...” surgiu no final de 2009 com a necessidade pessoal do ator Marco Luque em se arriscar como diretor envolvendo personagens no palco.
O Objetivo do projeto é trazer de forma despretensiosa, as mais variadas faces do humor. Para isso foram convidados os atores Guilherme Uzeda e Marlei Cevada, que ao longo desses anos, vem se destacando com seus mais inusitados personagens, não só em São Paulo, com em todo o Brasil.

Além de bons amigos, o elenco da peça “Entre Meias e Gravatas...” possui uma química perfeita no palco que prometem arrancar muitas gargalhadas em momentos únicos.

“Estou muito ansioso com o projeto! Percebo que essa energia também está presente no grupo e na equipe”, afirma Marco Luque.

Sinopse:
A peça mostra a história de um personagem (Marco Luque) que zela e mora no Teatro. O objetivo dele naquela noite, é preparar o momento mais esperado de sua vida. Para isso ele carrega um baú onde guarda suas histórias e suas fantasias, que surgem no decorrer desta noite. Ali, ele vive momentos de reflexão, sonhos, conquistas e perdas. A história de desenrola dentro de um humor lúdico que envolve 8 personagens vividos entre os atores Guilherme Uzeda, Marlei Cevada e o próprio autor e diretor Marco Luque. A peça tem duração de 120 minutos.

Serviço:
Entre Meias e gravatas...
Teatro Shopping Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569, Consolação), (11) 3472-2229/3472-2230.
Todas as quintas-feiras as 21:30 hs.
Preço: R$ 60,00
Ingressos à venda na bilheteria do teatro (de terça a domingo, das 13 às 19 horas) e através do Ingresso Rápido, pelo telefone 4003-1212 ou no site www.ingressorapido.com.br



Fonte.

23 de março de 2010

Prefeito de Barueri chama integrantes do CQC de ‘babacas’


Uma reportagem proibida pela Justiça de ser veiculada na semana passada, a pedido da Prefeitura de Barueri, será a principal atração do programa “Custe o Que Custar” (CQC) que vai ao ar nesta noite, às 22h15, na Band. A matéria mostra o suposto desvio de um aparelho de TV doado à Prefeitura de Barueri, na Grande São Paulo. De acordo com texto publicado no site da Band, a equipe do programa utilizou um GPS instalado dentro do aparelho para rastreá-lo, e constatou a presença do equipamento na casa da diretora de uma escola da cidade.
Em entrevista ao CQC, o prefeito Rubens Furlan (PMDB), que desistiu da ação na última quarta-feira, 17, explica que, ao contrário do que alegou o programa na semana passada, a decisão de entrar na Justiça contra a reportagem não configura censura prévia:
“Não foi censura. Minha secretaria jurídica que viu essa estupidez de vocês, vocês são uns babacas, sem nenhum talento, uns tontos, malandros, que se veem no direito de ridicularizar o congresso. Quem são vocês? Quem são vocês?”, diz o prefeito em tom desafiador, para em seguida tecer um discurso sobre seus esforços para estabelecer a democracia no País.
No despacho em que proibiu a veiculação da reportagem, a juíza Nilza Bueno da Silva, da Vara da Fazenda Pública de Barueri, afirmou que “há alegação do Município de Barueri de que o programa ‘CQC’ pretende veicular matéria contendo inverdades e de conteúdo até sensacionalista”. Detalhe: a juíza não assistiu à matéria.
Sem a reportagem, que faz parte do quadro Proteste Já, na estreia da temporada 2010 do programa, o apresentador Marcelo Tas soltou a carga contra a decisão. “Isso configura uma coisa bastante clara chamada censura e significa que estamos no caminho certo”, afirmou, da bancada do CQC. “Eles alegam que nós não demos o direito de resposta, o que é uma coisa absurda porque a matéria ainda não foi ar e também porque as pessoas acusadas foram ouvidas, por isso que o nome disso é censura”, completou Tas.

AUDIÊNCIA DO CQC NO DIA 22/03/2010


CQC NA VICE LIDERANÇA 7.5

NESSA AEGUNDA FERIRA O CQC ATINGIU UM DOD SEUS MAIORES PICOS DE AUDIÊNCIA ,COM O PROTESTE JÁ . E FORA QUE O PROGRAA TODO SEGUROU A AUDIÊNCIA NO HORARIO ...


ESPERAMOS PQ ESSES BABACAS ESTÃO NO CAMINHO CERTO .

22 de março de 2010

Cardapío de hj CQC 88



Band, 22h15




Para ir ao estúdio: registre-se no site oficial CQC




Entre outras:



LIVRO DO CID MOREIRA

MANIFESTAÇÃO DO PRE-SAL

FESTA GAMBIARRA

TRABALHO FORÇADO: NETO

ANIVERSÁRIO DO ZÉ DIRCEU

AS PIORES NOTICIAS DA SEMANA

RISADARIA

PROTESTE JÁ: GPS

DIREITO DE RESPOSTA: PREFEITO DE BARUERI

CQ TESTE: ANGELA BISMARK

SEMANA EM FOTOS

LUQUE RESPONDE





Críticas e sugestões são bem-vindas!

"Tiririca é melhor que a turma do CQC"



Saulo Laranjeiras, o deputado João Plenário de A Praça é Nossa, tem opinião contundente quando o assunto é humor na TV. Ele, por exemplo, afirma que considera Tiririca melhor humorista do que os rapazes de preto do CQC (Band). Para ele, a nova geração, apesar de criativa e talentosa, faz um “humor intelectualizado e não inteligente”.

O ator conversou com o R7 nos bastidores da gravação da nova temporada do programa comandado por Carlos Alberto de Nóbrega.

A birra de Laranjeiras com o CQC (Band) se dá porque ele considera que o tipo de humor da turma de Marcelo Tas precisa de conhecimento prévio do telespectador sobre o assunto abordado, o que não acha correto.

- O humor tem que ser engraçado e divertido. Eles usam como referência coisas não conhecidas e muitas vezes terminam não caracterizando. Mas tem o mesmo resultado do humor simples.
Para Laranjeiras, exemplo de bom humorista é Tiririca.

- Tiririca é um palhaço de circo e faz um humor simples. As pessoas entendem o que ele fala sem saber daquilo antes.
Consagrado em A Praça é Nossa com os personagens como o hippie Zé Roberto e o roqueiro Kelé Metaleira, o ator diz que sentar no famoso banco sempre motivante.

- Foi um desafio. Pois, meus personagens têm uma preocupação crítica e social. E fora esses personagens que tornaram meu trabalho reconhecido.

Além de bater ponto na Praça, Laranjeiras também comanda o programa Arrumação, na Rede Minas, em Belo Horizonte. A atração é uma revista eletrônica que dá espaço para culturas regionais.

- Minha carreira é solidificada em personagens regionais. Por isso programa é para a MPB e outros artistas que fazem esse tipo de trabalho.

Para ganhar uma grana extra, o artista ainda faz o “show motivacional” Prosa Empresarial no meio corporativo.

- São palestras motivacionais para funcionários. Os tópicos trabalham atitude, harmonia, ação e criatividade

19 de março de 2010

Monica Iozzi atrás de José Sarney



Esse ano Monica Iozzi ganhou uma tarefa inglória: tomar o lugar de Danilo Gentili no Congresso. Já no primeiro programa do ano ela mostrou a que veio: entrevistou José Genoíno sem fazer perguntas e pediu sugestões em nome de Arruda para Paulo Maluf.

Depois desse teste de fogo, na próxima segunda-feira, dia 22, ela terá uma pauta cheia de seguranças. Será que Monica, a exemplo de seu antecessor, vai levar uma rasteira?

18 de março de 2010

Tas responde: "Quanto tempo dura uma hora?






“A sensação da passagem do tempo é diferente entre adultos e crianças por uma razão muito simples. Elas, as crianças, vivem o tempo todo no presente.”

Na chegada do meu primeiro filho, tive um sonho delirante: em vez do bebê minha mulher tinha parido um relógio! Posteriormente, a experiência de pai me mostrou que o delírio era pura realidade. Filhos são uma espécie de tic-tacs inseparáveis que irão nos acompanhar pelo resto da vida. Quando nos tornamos pais, as semanas passam a ter sete dias e os dias 24 horas. A casa de uma família com filhos nunca fecha. É rotina comparável a uma farmácia de plantão ou batalhão do Corpo de Bombeiros.

O aprendizado de conviver com esses verdadeiros reloginhos de carne e osso às vezes é divertido mas bastante trabalhoso. Nas férias, gastei saliva para explicar para Miguel, meu filho de 8 anos, que não valeria a pena a gente ficar uma hora na fila de um brinquedo da Disney que nos traria apenas dois minutos de diversão. Semanas depois, a família toda está dentro do carro a caminho da casa dos avós, já exausta depois de 300 km de estrada. Miguel manda a clássica pergunta:

– Tá chegando?

– Sim, eu respondo, agora falta pouco. Só uma hora.

– Ué, aquele dia você não disse que uma hora demorava muito?

A sensação da passagem do tempo é totalmente diferente entre adultos e crianças por uma razão muito simples. Elas, as crianças, muito mais sábias, vivem o tempo todo no presente. Enquanto nós, adultos, vivemos angustiados com o passado ou ansiosos pelo futuro. O tempo é o grande dilema dos adultos. Passamos as duas primeiras décadas de vida sem nos importar com o assunto. Depois, tentamos evitar a todo custo o peso dos anos. Temos profundas dificuldades com a ideia da velhice, da perda de potência física ou do fato inexorável de que estamos a caminho do último dia de nossas vidas.

Nasci numa família grande do interior de São Paulo. Qualquer almoço de domingo por lá reúne no mínimo 50 pessoas. E isso não é modo de falar, é fato! Em famílias grandes, a morte é assunto inevitável. Seja pela idade avançada dos idosos ou pela estatística dos acontecimentos como uma doença fatal que leva o cachorro do tio ou da cunhada. Foi num domingo especialmente solene, marcado pelo encontro raro de duas alas da grande família, que meu sobrinho Gabriel, na sabedoria dos seus 7 anos, deu o show. Com todos sentados em silêncio após a reza, prestes a iniciar o regabofe, o moleque começa a girar como um pêndulo humano, correndo ao redor da grande mesa. A cada cadeira, para, fala o nome e entrega a idade do ocupante.

– Vô Ézio… 69 anos, Guilherme… 15 anos, tia Isabel… 36 anos!

No final do giro, se aproxima lentamente do bisavô que ocupa a cabeceira da mesa:

– Bisavô Milton… 94!

Aí faz uma longa pausa e dispara sem a menor cerimônia:

– Vai morrer primeiro!

A mesa desabou numa gargalhada e o almoço começou em grande estilo, inspirado pela consciência do garoto.

Fonte: Revista CRESCER

Danilo Gentili diz “Em todo show que faço acontece uma coisa que não estava esperando:





Na verdade, a única coisa que eu descobri até hoje é que não sei por que as pessoas riem do que digo”. Você acredita que essa frase é de um humorista? Pois é! Danilo Gentili, o jovem repórter inexperiente do programa CQC da Band, vai falar coisas que talvez ele não ache engraçado, mas que com certeza o público vai dar boas gargalhadas em três apresentações nesse final de semana, no Teatro Regina Vogue. “Em todo show que faço acontece uma coisa que não estava esperando: as pessoas dão risada das minhas piadas”.

Modéstia a parte, Gentili sobe ao palco com o estilo stand up comedy abordando as pequenas coisas do dia a dia que, segundo ele, são os melhores temas. E ele ainda revela qual é a maior dificuldade desse novo formato de comédia. “Dizem que stand-up é o gênero mais difícil de dominar porque não existem recursos extras. Não se copia piadas, não usa fantasias, não usa cenário. É só você. Então, no stand-up ou você é engraçado ou você não é. Se ninguém rir precisa assumir que não é o seu personagem que não teve graça. Precisa admitir que você é sem graça”, conta o humorista.

E se situações do cotidiano são um prato cheio para que o humor arranque risadas do público, questionamentos inteligentes de situações trágicas não podem faltar. “O Tom persegue o Jerry pra bater nele com um martelo. O Sr. Madruga toma um tapa da D. Florinda por algo que não fez, todos os dias. Isso não é trágico? Todos adoram. Todo humor bom, que você morre de rir, é constituído de coisas trágicas. Antigamente enchiam os coliseus pra verem os romanos se digladiarem. Hoje enchem os teatros pra ver o comediante se auto digladiar. O ser humano vê graça na tragédia. O humor é o abrigo que alivia o ser humano da sua própria crueldade e estupidez”, resume Gentili.

Para se apresentar no palco, o humorista faz apenas anotações de comediantes que admira. “Eu tenho admiração por muitos comediantes, mas não procuro guardar referência de nada porque temo que isso tire a espontaneidade da minha criação”. Aliás, ele dispensa contracenar com outros comediantes e, no bom humor que lhe é peculiar, admite: “prefiro contracenar com a Eva Mendes, principalmente se for cena de sexo”.

Sobre Curitiba, elogios para o Festival, para Diogo Portugal, Marco Zenni e para o público. Danilo Gentili participou do Risorama em 2007 e 2008, maior festival humorístico da América Latina, que acontece todos os anos durante o Festival de Teatro de Curitiba. “Curitiba é uma cidade que mora no meu coração. Diogo Portugal foi um cara importante demais pra mim quando comecei. O Marco Zenni também foi um cara que me levou pra fazer show em teatro aí, quando eu tava no início. A platéia de Curitiba me recebeu com carinho sempre. É uma cidade e um povo que nutro ótimas lembranças e grande carinho. Por isso sempre que vou aí procuro dar o meu melhor. O Risorama foi reflexo disso tudo”, revela.

E para finalizar, um recado para as lindas mulheres que moram na capital paranaense. “Espero dar ao público momentos agradáveis. E se alguma curitibana quiser, depois, eu juro que adoraria jantar com elas”. Alguém aí se candidata?

No aniversário de Dirceu, convidados passam maus bocados com equipes do 'Pânico' e CQC.

Prestigiado por autoridades da República em sua festa de aniversário, na noite de terça-feira, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu - que fez 64 anos - nem parecia ter deixado a Esplanada, no rastro do escândalo do mensalão, em 2005. Sem esconder a alegria com as manifestações de apoio, Dirceu aproveitou a confraternização para atacar a imprensa e o que batizou de "manobra diversionista" dos adversários contra o PT.

Em discurso de agradecimento após ser homenageado com um Parabéns a você por ministros, senadores e deputados, Dirceu pediu empenho do PT e do PMDB para emplacar a chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, na cadeira do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Há uma manobra diversionista contra nós, mas não vamos nos desviar do nosso objetivo. Em 2002 e 2006 nós elegemos Lula e agora vamos eleger a continuidade do nosso projeto, que é a Dilma." E completou: "A mídia não elege mais presidente no Brasil."

A comemoração, na casa do dono de restaurantes Jorge Ferreira, chamou a atenção de quem passava pela rua do Lago Norte, em Brasília. Enquanto à beira da piscina o aniversariante conclamava os convidados a defender o tesoureiro do PT, João Vaccari, do lado de fora equipes dos programas Pânico e CQC deixavam convidados encabulados, com perguntas sobre o mensalão.

Interpelado pela equipe do CQC, o chefe de gabinete de Lula, Gilberto Carvalho, saiu em defesa de Vaccari, apontado pelo Ministério Público como responsável por desvio de recursos da Cooperativa Habitacional dos Bancários (Bancoop) para campanhas do PT e também prestou solidariedade a Dirceu. Não foi só: disse que o presidente, em viagem a Israel, não teria dúvidas em dar um abraço no ex-ministro se estivesse no Brasil.

No cardápio, carneiro assado. "É aqui a reunião da máfia?", indagou a repórter do CQC a Renan, que ficou totalmente mudo diante da pergunta.

17 de março de 2010

Quadro do "CQC" que foi proibido de ir ao ar será exibido na próxima semana


A estreia de Danilo Gentili, do "CQC", à frente do "Proteste Já" deve ir ao ar na próxima segunda-feira (22), após sua exibição ter sido barrada pela Justiça.

O quadro deveria ter ido ao ar ontem (15), mas uma liminar concedida pela Vara da Fazenda Pública de Barueri, proibiu que ele fosse ao ar.

O material mostrava o desvio de um aparelho de TV, que foi doado a uma escola municipal da cidade.

"Fizemos uma reportagem sobre o mau uso de recursos da Secretaria de Educação de Barueri e o prefeito de lá impetrou uma ação, que impediu a Band de colocar a matéria no ar. Fomos censurados", afirmou ao vivo Marcelo Tas, apresentador do "CQC", durante o programa.

A produção do programa havia colocado um chip no aparelho e, ao rastreá-lo, descobriu que ele estava na casa da diretora da escola.

De acordo com a Band, a Prefeitura de Barueri, que havia pedido a liminar, desistiu da ação. Por isso, não foi preciso recorrer da decisão.

CQC 2 anos de programa

videoBom foi no dia 17/03/2008 que o melhor programa da televisão estréou , e depois de 2 anos não poderiamos deixa de homenagia-los esses homens de preto .

16 de março de 2010

Ibope - Com "CQC", Band empatada com SBT em terceiro lugar

O retorno do "CQC" à programação da Band, exibido na noite de ontem, deixou a emissora em terceiro lugar no ibope no horário, empatada com o SBT.

Segundo dados consolidados do Ibope, o programa marcou média de 4,4 pontos. Cada ponto equivale a cerca de 60 mil residências na Grande São Paulo.

No horário, a Globo liderou a audiência, seguida pela Record.

A estreia representou um aumento no ibope da Band no horário. Na semana passada, o programa "É Tudo Improviso", exibido na mesma faixa, teve média de 3 pontos.

'Justiça proíbe quadro "Proteste Já" do CQC'



A Band recebeu no sábado uma notificação judicial impedindo a a exibição do quadro "Proteste Já" de Danilo Gentili, ontem, na reestreia do "CQC". Na decisão, a juiza Nilza Bueno da Silva, da Vara da Fazenda Pública de Barueri, acatou ação da prefeitura da cidade contra a emissora. A Justiça decidiu que a atração não poderá ir ao ar antes de dar direito de resposta para a prefeitura. O quadro mostraria uma TV doada a uma escola de Barueri, na Grande SP, que foi parar na casa de uma diretora. A Band vai recorrer. "Isso é censura prévia", disse Marcelo Tas, que afirma ter dado direito de resposta. "O acusado fala na reportagem". Ontem, o programa realizaria um protesto.

Fonte: Primeira Edição

15 de março de 2010

CQC 87




Entre outras:

TERMINATOR NO CONGRESSO
TRABALHO FORÇADO: SENADOR SUPLICY DE GARÇON
FORMULA INDY EM SAO PAULO
PROTESTE JÁ: GPS
AS PIORES NOTÍCIAS DA SEMANA
POSSE E TERREMOTO NO CHILE
TOP FIVE
CIDADÃO EM AÇÃO
CQTESTE: WANDO
CLIP: TUDO QUE ACONTECEU ENQUANTO A GENTE ESTAVA DE FÉRIAS
SEMANA EM FOTO
LUQUE RESPONDE

12 de março de 2010

Vamos ver até quando vou 'enganar' São Paulo"

O humorista e repórter do programa CQC estreia temporada de shows solo no Teatro Frei Caneca no sábado (13/3)





Humorista fez teste para o CQC na ArgentinaA carreira é relativamente curta. Mas Oscar Filho já anuncia seu best of. Conhecido como um dos humoristas do programa CQC, ele estreia espetáculo de stand-up no sábado (13). Putz Grill é uma coletânea dos melhores textos criados pelo comediante nos últimos cinco anos. Com pouco mais de uma hora de duração, trata de temas como relacionamentos, saúde, televisão, cinema e vida animal. Repertório tão variados que fizeram a repórter temer ser alvo de alguma piada – o que não aconteceu. Atencioso, em entrevista a Época São Paulo, ele conta como a vaia pode ser útil, comenta os ataques que recebe no Twitter e como deixou de encenar textos de Nelson Rodrigues para fazer humor.

Por que se apresentar na cidade só agora?
Gosto muito de viajar, sou curioso, mesmo que não dê tempo de passear muito. E em São Paulo estou em cartaz desde 2005, com o Clube da Comédia. E eu queria levar meus textos e explorar esse humor no Nordeste. A região tem um humor próprio.

Você precisou adaptar seu trabalho?
Belém foi o primeiro lugar, eu estava tremendo. ‘Que será que vai rolar? Será que eles vão gostar?’ Mas foi muito bem. Em Mossoró também, porque fui vaiado pela primeira vez. Durante o show as pessoas sempre fazem uma gracinha para aparecer. Quem faz stand up está acostumado e, para que isso não atrapalhe o show, faz piada em cima e vai em frente. E o que aconteceu foi diferente. Fiz uma piada e só uma menina aplaudiu com força, empolgada. Daí, falei: ‘Ah, se ferrou, aplaudiu sozinha’. Continuei e um cara começou a bater palma para me sacanear. Ele não parava. Eu disse: ‘Você está atrapalhando. Se quiser fazer o show, vem pra cá!’. E a galera vaiou. Disseram que tudo bem se o cara continuasse. Então, cada um seguiu com seu show (risos). Já houve ocasiões em que as pessoas riram e aplaudiram em momentos que eu não esperava. Mas é legal, essas surpresas enriquecem, dão jogo de cintura para lidar com qualquer tipo de público.

Como um ator que representava textos de Nelson Rodrigues foi fazer comédia?
Eu fazia teatro em Atibaia desde os 13 anos e achava que na TV só tinha novela para trabalhar como ator. Quando mudei para São Paulo, vi que havia um milhão de possibilidades. Eu tinha a tendência a ser o engraçadinho da turma e aos poucos fui investindo no humor, dava certo. Em 2005, o Rafinha Bastos me chamou para começar o Clube da Comédia. Mesmo sem saber bem como funcionava, topei.

E como foi?
Fiz muito papel de mulher. Tinha de chegar duas horas antes, me maquiar e passar por uma longa preparação. É desgastante. O stand up é uma coisa mais solitária. O texto deve compensar a ausência de cenário e outros elementos. O que torna o stand up, apesar de simples, um tipo de humor complicado.

Você tem feito algo diferente, além de comédia?
Por causa do CQC, não dá tempo. Estou tentando fazer um curta metragem. É uma adaptação de Fábio Torres de um conto de Luiz Vilela. Acho que dentro de um mês vamos começar a trabalhar.

Como você foi parar no CQC?
A gente filmava as apresentações do Clube da Comédia e colocava os vídeos no YouTube – e eles tinham muitos acessos. Um diretor argentino procurava bons humoristas na internet para formar equipe do CQC...

Como é atuar como repórter?
Nunca fui jornalista. Entrei nessa por ser humorista. Meu diretor disse: ‘Pega esse microfone e vai’. O teste para o CQC foi na Argentina, eu mal entendia o que eles pediam e tive que me virar. Aos poucos desenvolvi algumas técnicas que não são de jornalista, mas funcionam. Sou muito expansivo, faço caretas e isso contribui. Toda pauta tem um assunto inicial, mas pode mudar completamente.

Você tem mais de 300 mil seguidores no twitter. Consegue ler tudo que enviam?
Comecei a filtrar. Nem sempre as pessoas interpretam a piada como tal e atacam com muita violência. Quem lê uma piada e não acha graça, deve seguir a própria vida. As pessoas levam muito a sério. Leio com mais atenção quem comenta no meu blog.

Você publica contos lá...
Sempre escrevi, mas guardava. Resolvi colocar no blog e parece que gostaram. É mais um lugar para me expressar.

O que você espera do publico com o novo espetáculo?
Estou com pouco de receio. Divido atenção com mais três pessoas no Clube da Comédia, é mais fácil. Em Putz Grill estou sozinho. O público de São Paulo é o mais exigente do Brasil. Ele tem acesso a muita coisa, muitas peças, muitos filmes. É um pessoal que tem uma noção maior do que é um espetáculo, do que a arte pode oferecer. Vamos ver até quando vou enganar esse pessoal...

Marcelo Tas conciliará “CQC” com o ‘Plantão do Tas’



Trabalho é o que não faltará a Marcelo Tas este ano. O apresentador do “CQC” terá mais um programa para se ocupar, além do humorístico da Band: ele topou continuar a fazer o “Plantão do Tas”, no canal a cabo Cartoon Network.

“Eu aceitei que ele virasse semanal porque recebi muitos vídeos e muitas ideias de pautas das crianças. Foi um resposta legal”, contou.

Na atração, exibida durante a programação do canal em pílulas, Tas continuará responde às questões da criança e manterá os pequenos repórteres.

O “Plantão do Tas” é uma produção da Cartoon Network com realização da Cuatro Cabezas, a mesma produtora do “CQC”.

fonte: portalcqc

Equipe do "CQC" suspeita de espionagem nos bastidores do programa

Na última segunda-feira (8), a equipe do programa “CQC”, que retorna ao ar na próxima segunda (15), concedeu entrevista coletiva para anunciar as novidades para o novo ano.


Entretanto, o clima entre os oito integrantes da atração pesou quando eles foram comparados pelos jornalistas com o “Legendários”, nova atração da Record, que será comandada por Marcos Mion. O motivo da insatisfação da equipe do humorístico da Band, de acordo com o jornal Extra, seria a suspeita de que existe um espião no “CQC” passando informações para a concorrência, a ponto de alguns quadros do programa da Record serem idênticos aos dos ‘homens de preto’ da Band, como, por exemplo, o “Luque Responde”, que mostrará Marco Luque respondendo as dúvidas do público com tom de professor. O “Legendários” também terá um quadro semelhante, com o nome de “Jaque Responde”.

Fonte: Na Telinha

10 de março de 2010

"sou apenas um idiota" diz Danilo Gentili


O humorista Danilo Gentili está no centro de uma polêmica desde que comparou a apresentadora Hebe Camargo a uma múmia, no dia da volta da apresentadora à TV após a descoberta do câncer. Procurado pela reportagem, o comediante resolveu falar abertamente pela primeira vez sobre o assunto. Com o humor ácido que o caracteriza e que fez seu sucesso no CQC, ele mandou o recado: "Não superestimem nunca o que digo. Sou apenas um idiota falando m...". Confira, na íntegra, a entrevista exclusiva ao R7:


R7 - Você se arrependeu da frase que postou sobre a volta de Hebe?
Danilo Gentili – Eu me arrependi é de ter apagado a frase. Eu já falei coisas consideradas piores pela patrulha do politicamente correto e mantive. Eu já fui ao programa da Astrid uma vez falar sobre isso. Foi numa época em que ela mesmo defendia o Macaco Simão por um caso parecido com a Juliana Paes. Na ocasião, ela se mostrou solícita à liberdade do comediante e tudo mais... Mas, dessa vez, quando eu percebi que tinha um complô da panelinha dos artistinhas no Twitter dando RT na minha frase, percebi que seria um prato cheio para os sites de fofocas. Quis evitar, não ser execrado, porque isso acontece a todo momento, quis evitar sair nesses sites ao lado dessas pessoas e apaguei. Mas eu estar dando essa entrevista nesse momento comprova que fui muito ingênuo... Não foi covardia , foi ingenuidade, o que considero uma falha ainda maior para um humorista.


R7 - Acha que foi uma frase infeliz?
Gentili – Ontem mesmo, num evento, quando me perguntaram sobre o caso, eu citei a tal piada e eu juro que todos riram! Também recebi post de muita gente rindo dela no Twitter... Então, olhando por esse lado, já que eu ouvi risadas, acho que foi uma frase até que feliz, viu...


R7 – Você gostaria de pedir desculpas à apresentadora Hebe Camargo e às pessoas que gostam dela?
Gentili – Eu quero pedir desculpas à apresentadora. Desculpas não. Perdão! Fazer piada com a idade dela foi um erro grande e devo isso não a meu falho caráter e nem ao meu despeito e, sim, ao meu problema na vista. Todos sabem que tenho sérios problemas de saúde, e minha vista, às vezes, fica embaçada e vejo o mundo distorcido. Infelizmente, bem naquela noite tive um desses ataques e fui incapaz de notar que a Hebe na verdade é uma donzela no ápice da juventude e acabei distorcendo a realidade e fazendo a infeliz piada sobre sua idade, ou, pra ser mais politicamente correto, sobre sua longevidade vitalícia. Me perdoem. É de coração. Mas eu quero aproveitar o assunto e fazer um apelo para que as celebridades do Twitter, assim como eu, também peçam desculpas para a Hebe. Vejam bem, aquela era uma noite especial tanto para Hebe como para seus fãs! Como admiradores, eles deveriam estar prestigiando a Hebe e assistindo seu programa com todas suas forças e não perdendo tempo lendo o que eu escrevo no Twitter. E mais... Não apenas deixaram de prestar atenção na Hebe por alguns momentos para ler o que eu escrevo no Twitter, como ainda ajudaram a divulgar e passar pra frente a tal "frase maldosa", conforme os jornalistas imparciais classificaram minha piada. Isso foi de uma falta de respeito ímpar com a rainha da televisão brasileira, que merece todo nosso carinho respeito, atenção e amor desde os princípios dos tempos.



R7 – Você acha que seu caso tem semelhanças com o de Boris Casoy?
Gentili – Não sei... Você acha que a Hebe tem cara de gari? Se achar, por favor, não fale... Podem te crucificar...


R7 – Você pretende se desculpar pessoalmente com Hebe, caso a encontre por aí?
Gentili – Não. Eu pretendo perguntar pra ela qual o segredo da vida eterna.


R7 – Como as pessoas próximas a você reagiram quando souberam dessa confusão?
Gentili – Não tinha ninguém perto de mim. Por causa das minhas piadas ninguém quer ser meu amigo.

R7 – Você pretende tomar mais cuidado com o que diz no Twitter?
Gentili – Claro que não! Se eu fizer vocês perdem uma porção de cliques nos blogs do R7!


R7 – A Band te deu alguma orientação para maneirar um pouco mais nas opiniões que emite?
Gentili – A postura da Band a respeito da minha piada foi a mesma da Hebe que, infelizmente, não foi a mesma da patrulha dos webchatos: ignorou o que eu disse. Não deram a mínima. O fato de a Band não ter se manifestado e muito menos me chamado para ter uma conversa com eles, como o próprio portal R7 afirmou, comprova duas coisas: 1) eles sabem que eu sou um humorista e conto piadas. Só isso. Simples assim; 2) alguns jornalistas, inclusive do portal R7, merecem toda a credibilidade que conquistaram, principalmente por apurarem direito as informações antes de passarem para o grande público. Só para finalizar: não superestimem nunca o que digo. Sou apenas um idiota falando merda. E se alguém entra no meu Twitter esperando que eu fale sério, esse alguém é bem mais idiota do que eu.

9 de março de 2010

"CQC" estreia na Band com novos quadros e cenários





O "CQC" estreia na próxima segunda-feira (15/3), na Band, repaginado. Além de um novo visual, já que o cenário ficou mais clean, novos quadros vão movimentar o programa. "Quando cheguei e vi o cenário todo branco, achei que não ia ficar bom. Mas fizemos os testes e funcionou bem no vídeo", observa Marcelo Tas.

"Trabalho Forçado", "Cidadão em Ação", "Luque Responde" e "As Piores Notícias da Semana" são os quadros que começam a ir ao ar nesta terceira temporada. Em "Trabalho Forçado", uma pessoa é obrigada a fazer um trabalho que nunca fez na vida. Dos que já estão gravados, tem o senador Eduardo Suplicy servindo mesas em um bar.

"Cidadão em Ação" funciona como uma pegadinha para a população. Em um quadro, um motorista contratado pelo programa bebe todas em um bar e depois pega uma kombi escolar - sem crianças a bordo - para dirigir. A ideia é testar a reação das pessoas ao redor. "A gente quis saber se as pessoas que viram o cara beber no bar iam deixar o cara dirigir", antecipa Danilo Gentili.

Em "Luque Responde", Marco Luque procura responder a perguntas dos telespectadores sobre o que pensa a humanidade. "É um quadro muito legal. O público me manda perguntas pelo Twitter e eu respondo. Por exemplo: sabe por que as pirâmides foram construídas? Para que os egípcios pudessem fugir dos dinossauros", brinca.

Já "As Piores Notícias da Semana" vai tratar de assuntos quentes, que acabaram de acontecer. "Vamos falar de coisas que aconteceram na segunda-feira, pouco antes de o programa ir ao ar", avisa Marcelo Tas.

Mônica Iozzi, a oitava integrante do "CQC" vai debutar no Congresso Nacional. A moça vai para Brasília entrevistar os políticos. "Estou lendo os jornais assiduamente. É um ambiente difícil de trabalhar. Primeiro, porque sou mulher. Depois porque ninguém quer a gente lá", lembra Mônica.




Fonte: Site Uol

8 de março de 2010

Feliz dia da mulher..


bom hoje é dia internacional da mulher ,e não poderiamos de homenagiar as mulhers do cqc . então parabênsss Mônica pela coragem e determinação que você é todas as mulher do mundo merecem .

4 de março de 2010

Bate - Papo Uol com Danilo Gentili

Na última sexta-feira, DG participou do Bate Papo Uol no qual contou a novidades do "CQC" como quadro "Cidadão em Ação" e sobre sua experiência do escritor do livro " Como se Tornar o Pior Aluno na Escola", seu Stand Up e muito mais...







Fonte: UOL

Postando por Amanda Santos

3 de março de 2010

Eles estão voltando!!!


Faltam menos de 2 semanas para que o programa da Família Brasileira estreie a sua 3ª temporada, cheia de novidades... Agora só esperar para que o dia 15 de março chegue logo para que possamos matar a saudades deles e tbm a nossa ansiedade!!


Chamada da temporada 2010



Beijonosligue !!